Ministro autoriza reinício de obras e destrava transposição na Paraíba

Ricardo e ministro assinam ordem de serviço para início das obras da transposição na Paraíba

Governo | Em 26/08/13 às 20h41, atualizado em 26/08/13 às 20h44 | Por Redação com assessoria
Assessoria
Solenidade nesta segunda-feira

A Paraíba obteve, nesta segunda-feira (26), a garantia do início das obras da meta 3 leste da integração das bacias do Rio São Francisco. O governador Ricardo Coutinho e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, assinaram a ordem de serviço, que prevê investimentos da ordem de R$ 705 milhões. A solenidade aconteceu no Espaço Cultural do município de Monteiro, às 16h.

Até o final de novembro, 4.000 pessoas terão sido contratadas para trabalharem nas obras do Eixo Leste. Na Paraíba, serão empregadas cerca de 1.000 pessoas. Os 500 primeiros operários serão contratados dentro de poucos dias no Estado e nos Estados vizinhos. Cerca de 1.000 máquinas serão empregadas nas diversas frentes de trabalho e a prioridade será a contratação de mão-de-obra local. Um canteiro de obras será instalado em Monteiro.

“Fica a minha certeza, o Cariri paraibano jamais será o mesmo depois dessa obra, depois desse processo. O Cariri não vai mais retroceder, a tendência é uma só, é avançar com água, com estradas, e com isto vem o desenvolvimento, o crescimento da economia”, declarou o governador Ricardo Coutinho, revelando que nesse processo da chegada das águas o Estado entra com sistema de ampliação do abastecimento d’água, com esgotamento sanitário, além das parcerias com o Governo federal para a construção de adutoras, a exemplo de Camalaú e do Congo, localizadas em outras áreas. “Esse é um momento muito especial”, comemorou.

Ricardo Coutinho afirmou que esta segunda-feira é histórica para Monteiro e para a Paraíba e agradeceu à presidente Dilma Rousseff e ao ministro Fernando Bezerra pela decisão de avançar com as obras da transposição que a partir de agora se torna realidade no Estado. O governador disse que a Paraíba será o estado que terá maior número de municípios beneficiados com as águas do São Francisco em todas as regiões.

O ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra anunciou que no Eixo Leite e no Eixo Norte, até o final de 2014, haverá água na extensão de 100 quilômetros em cada um dos eixos. Todo o empreendimento será concluído em 2015. “Esse contrato que estamos assinando e a ordem de serviço que estamos emitindo representa a última frente de serviços a ser remobilizada do Eixo Leste que tem 220 km e vamos começar a obra agora no sentido da Paraíba para Pernambuco”, destacou.

Fernando Bezerra lembrou que o projeto básico da transposição de águas do São Francisco foi feito no governo Fernando Henrique Cardoso em 2011, mas foi o presidente Luiz Inácio Lula da Silva que tirou a obra do papel e agora a presidente Dilma dá celeridade. “A partir de agora, a contagem é regressiva para concluir a maior obra hídrica da história do Nordeste. A partir de agora, cada dia é um dia a menos”, garantiu o ministro.

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, afirmou que o dia de hoje marcará para sempre a vida de cada um dos paraibanos. “Aqui hoje houve espírito público. Unidos, eu tenho certeza que muito mais nós podemos trazer para a Paraíba”, declarou. Para o vice-governador Rômulo Gouveia, o esforço do governador Ricardo Coutinho e da bancada federal paraibana somou forças e contribuiu para que as obras de transposição do São Francisco chegassem à Paraíba.

O senador Cássio Cunha Lima destacou a importância da assinatura da ordem de serviço e afirmou que o trabalho da Comissão de Fiscalização do Senado vai ser intensificado agora com a retomada das obras. “Nós, os três senadores paraibanos participamos dessa comissão e vamos fazer a nossa parte com essa fiscalização permanente”, pontuou.

A prefeita de Monteiro, Ednacé Henrique, disse que o dia é um marco histórico para o Cariri paraibano. “Essa terra de homens e mulheres fortes terá dias melhores. Hoje está se dando um passo muito importante na vida dos monteirenses, caririzeiros e paraibanos”, ressaltou.

Esta é a última licitação das obras complementares do Eixo Leste - Meta 3L - do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A proposta do Consórcio Bacia do São Francisco, no valor de R$ 705,2 milhões, foi a ganhadora do processo licitatório. O grupo vencedor é formado pelas empresas SA Paulista e FBS Construtora.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco vai atender mais de 12 milhões de pessoas e já é considerado a maior obra de infraestrutura hídrica construída no Brasil, estando inclusive entre as maiores do mundo. O Projeto de Integração do Rio São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Com conclusão prevista para 2015, o empreendimento vai garantir a segurança hídrica de mais de 390 municípios, localizados nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Obras complementares – Em junho deste ano, o governador Ricardo Coutinho e o ministro Fernando Bezerra autorizaram as obras da 3ª etapa do Canal Acauã-Açaragi, que tem investimentos previstos de R$ 104 milhões e vão garantir o suprimento hídrico para abastecimento e irrigação de 38 municípios paraibanos, beneficiando mais de 590 mil famílias.

Esse canal é uma obra que dará ainda mais alcance às águas transpostas do Rio São Francisco, que chegarão até Acauã. A grande adutora de mais de 100 quilômetros levará abastecimento d’água à região do Cariri.

Atenção

Fechar