Após quase 12h, policial civil acusado de matar universitário se entrega

Policiais civis e militares cercaram quatro residências para evitar uma possível fuga do acusado.

Polícia | Em 30/09/12 às 09h53, atualizado em 01/10/12 às 07h32 | Por Hyldo Pereira
Foto: Reprodução Facebook
Suedson foi morto com dois tiros

Após quase doze horas, o policial civil Kenpf Chemaco Fernandes Gouveia se entregou à Polícia Civil na noite deste domingo (30). Ele é apontado como autor do assassinato do vendedor e estudante universitário Suedson Magno de Lima, 22 anos, ocorrido durante a madrugada na cidade de Alagoa Grande, no Brejo paraibano.

De acordo com o tenente Ícaro Leite, comandante do Pelotão da Polícia Militar de Alagoa Grande, policiais civis e militares cercaram quatro residências para evitar uma possível fuga do acusado. 

Ainda segundo o tenente, um mandado de busca e apreensão já havia sido expedido para realizar a invasão nas residências, mas não foi necessário porque ele se entregou à Polícia Civil. Kenpf Chemaco foi encaminhado para Central de Policia de Campina Grande e será interrogado pelo delegado geral adjunto, André Rabello.O acusado será apresentado às 10h de hoje, durante uma entrevista coletiva na Central de Polícia, em Campina Grande.

Segundo o coronel Wolgran Lordão, comandante do CPR-I, o carro do policial civil também foi apreendido. Um veículo modelo celta preto está recolhido na Delegacia de Areia.

Um adolescente de 17 anos, que foi baleado na hora dos disparos, confirmou que o policial civil efetuou vários tiros e narrou como ocorreu o homicídio. Outras testemunhas confirmaram a versão do adolescente. 

Suedson Magno foi assassinado com três disparos na madrugada deste domingo (30), na saída de um show. Ele estava acompanhado de amigos, quando o carro do policial bateu na moto da vítima.

Revoltado com a reação do vendedor, o policial civil desceu do carro, sacou uma pistola e efetuou vários tiros contra Suedson, que ainda chegou a ser socorrido por uma ambulância do Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Suedson Magno cursava o 4º ano do curso de Letras na Universidade Estadual da Paraíba, no Campus III, em Guarabira. 

Os eventos políticos que estavam programados para este domingo foram cancelados.

 

Atenção

Fechar