Prefeitura de João Pessoa fará concurso público ainda neste semestre

Segundo Roberto Wagner, secretário de administração, cerca de 10 mil prestadores de serviço foram afastados de suas funções no final do ano passado

Economia | Em 29/01/13 às 14h18, atualizado em 29/01/13 às 17h29 | Por Felipe Silveira
Internet
Prefeitura de João Pessoa

O secretário de administração de João Pessoa, Roberto Wagner, declarou na tarde desta terça-feira (29) que a Prefeitura da Capital fará concurso público para a área de Educação ainda neste primeiro semestre de 2013.

Em entrevista concedida ao programa radiofônico Correio Debate (98 FM), o secretário afirmou que faltam apenas alguns ajustes para o anúncio do concurso. "Temos previsão de concurso na área de Educação, mas tem que ter uma preparação para isso, um trabalho de escolha da Fundação que vai organizar, o edital, vagas, tudo isso. Mas a previsão ainda é dentro do primeiro semestre", afirmou.

Segundo Roberto Wagner, todos os contratos de prestação de serviço se encerraram no dia 31 de dezembro porque são válidos por um ano. Eles estão sendo renovados de acordo com a necessidade do município.

No último sábado (26), o prefeito Luciano Cartaxo se reuniu em seu gabinete no Centro Administrativo Municipal (CAM), com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de João Pessoa (Sintem) e iniciou um processo de diálogo para discutir melhorias para a categoria.

Na ocasião, o prefeito reafirmou o compromisso de instalar uma mesa permanente de negociação com os trabalhadores do município, assim como aconteceu com auditores fiscais, que tiveram um reajuste de 7,78%, e os funcionários do Instituto de Previdência Municipal, que foram contemplados com a assinatura da lei que dispões sobre o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR).

“A marca do nosso governo é o diálogo. Vamos fazer isso pra ouvir as categorias e apresentar a proposta da Prefeitura de João Pessoa dentro da realidade do município, mas fazendo todo o esforço possível para valorizar nossos servidores. O Sintem esteve reunido recentemente com o secretário de Educação e já foi autorizado fazer um estudo sobre o impacto deste reajuste nas finanças da Prefeitura”, afirmou Cartaxo.

Atenção

Fechar